Fontes de proteínas vegetais


Seja pela causa animal, ambiental, religiosa ou de saúde, uma coisa é certa, a redução no  consumo de produtos animais têm demonstrado diversos benefícios à saúde quando os mesmos são substituídos de maneira correta e equilibrada, dentro de uma alimentação saudável e balanceada.

O intuito desse post não é levantar uma discussão a respeito do tema vegetarianismo, mas orientar sobre outras fontes de proteínas que não as animais para que possamos fazer nossas escolhas e termos acesso a uma alimentação mais variada e limpa.

Se você é vegetariano, vegano ou quer reduzir o consumo de proteína animal, anote aí algumas dicas de fontes vegetais protéicas:

1) Aposte no consumo de leguminosas!

Fazem parte das leguminosas a família dos feijões, lentilha, ervilha e grão de bico. Elas são ricas em proteínas e o feijão por exemplo, é rico em lisina, um aminoácido essencial mais comumente encontrado em carnes.

2) Consuma oleaginosas e sementes diariamente.

As oleaginosas e sementes além de fonte de proteínas, contém boas gorduras que protegem o coração e auxiliam a redução do colesterol ruim. São exemplos as castanhas do Brasil, de caju, amêndoas, pistache, nozes, sementes de girassol, de abóbora, entre outras.

3) A família dos cereais integrais também possuem proteínas!

Quinoa em grãos e em flocos, amaranto, aveia, arroz integral, milho orgânico, cevada, centeio, trigo integral são exemplos de cereais integrais com proteínas e que devem estar de maneira equilibrada na dieta.

4) Tofú é uma excelente fonte protéica!

Derivado da soja, o tofú tem a textura parecida com a do queijo branco. Prefira o de procedência orgânica sempre!

5) Proteína isolada da ervilha e do arroz,

A proteína isolada vegetal está bastante difundida no Brasil, já existem muitas marcas e sabores no mercado. É outra forma de aumentarmos a ingestão protéica.

Para saber as quantidades e combinações ideais de cada um desses alimentos, procure um nutricionista!

Beijos da nutri

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *