Os diferentes tipos de sal 1


OS DIFERENTES TIPOS DE SAL

O sal é um dos temperos mais utilizados pelos brasileiros e muitos são os tipos de sal encontrados no mercado e nas casas de produtos naturais. Mas você sabia que nós, brasileiros, consumimos mais que o dobro da quantidade de sal recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS)? Segundo a OMS o consumo de sódio não deve ultrapassar 2g por dia, o equivalente a 5g de sal de cozinha e a média de consumo no Brasil chega a 12g de sal diariamente.

Todo esse excesso corrobora com os dados da Pesquisa Nacional de Saúde de 2013, que mostra de 21,4% dos brasileiros acima de 18 anos foram diagnosticados com hipertensão arterial! Na nutrição funcional utilizamos estratégias que deixam o sal mais saudável e enriquecido com compostos importantes para a saúde do nosso organismo.

A dica é utilizar ervas aromáticas para enriquecer o seu saleiro! Elas trazem sabor e aroma aos alimentos e ajudam a reduzir a quantidade de sal utilizada no preparo de suas refeições! Entenda as diferenças dos sais mais consumidos e confira uma receitinha para deixar seu saleiro mais nutritivo!

SAL REFINADO

Também conhecido por “sal de cozinha”, é o mais utilizado na culinária e tem em sua composição 99% de cloreto de sódio. Foi acrescido de iodo por diversos países para prevenção de doenças relacionadas à tireóide, como Bócio e hipertireoidismo. Passa por um processo de refinamento, onde substâncias químicas são adicionadas para que fique mais branquinho. Durante esse processo, a maior parte de seu valor nutricional é perdido e algumas das substâncias adicionadas, como conservantes, ficam no produto final.

SAL LIGHT

Apresenta um teor reduzido de sódio e uma composição de 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Normalmente é indicado para quem têm restrição no consumo de sódio, como hipertensos, mas ainda assim não deve ser utilizado em excesso. Indivíduos com problemas renais não podem utilizá-lo, pois o acúmulo de potássio no organismo pode levar a complicações cardiovasculares.

SAL MARINHO

É obtido pela evaporação da água do mar e não passa pelo processo de refinamento, o que faz com que seus nutrientes sejam preservados. É um pouco mais escuro que o sal comum e com um sabor menos salgado. Possui praticamente a mesma quantidade de sódio que o sal comum.

SAL ROSA DO HIMALAIA

Sua coloração rosada deve-se aos minerais presentes nessa região. Tem seus nutrientes preservados, pois não passa por processo de refinamento. Seu sabor é mais suave e possui menos sódio que o sal de cozinha.

Vale ressaltar que quando trocamos o sal iodado (sal de cozinha) por outro tipo de sal, temos que consumir iodo de outras fontes alimentares. Uma boa fonte de iodo são as algas marinhas, que podem ser trituradas junto com o sal escolhido, garantindo assim o aporte desse nutriente. Clique aqui e confira uma receitinha de Sal Temperado!

Beijos da Nutri 😉

Fontes:

IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional de Saúde 2013.

TOZZO, Cristhiane. Cozinha Funcional. Ed. Da autora, 1ª edição. Florianópolis, 2015.


Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

One thought on “Os diferentes tipos de sal